julho 16, 2012

Era uma vez num fotolog

Rio, 10 de Julho de 2008


CENA 1
Cecília ajeita o cabelo, involutariamente cacheados. Anda até a sala. Para defronte a sua mãe e diz:
- Mãe, ninguém me ama. Ninguém me quer.
Sua mãe, desvia os olhos da sua rotineira palaras cruzadas de baixo nível, sorri e diz, abrindo os braços:
- Eu te amo. Eu te quero. Não consigo viver sem você.
Cecília, com a mesma cara de bunda, olha para a mãe e volta para seu quarto. Mais precisamente para relatar esse fato meio bizarro e um pouco broxante - que de broxante não tem nada- no fotolog. Para quê? certamente, ela já imagina os comentários. 'Cecília, você é maluca?' ou 'Nem vou comentar'. Mas vocês acham que ela liga? NÃO. não. Ela só gostaria de achar uma companhia para o final de semana. Porque planeja se divertir. E, gostaria e muito, que alguém, em particular, lembrasse dela. Porque tudo que ela mais queria, era um tipo de amizade. Era ser única para uma pessoa. E ter vários amigos, mas menos assim poder dizer que era única. De longe, Cecília não quer exclusividade. Não se importaria de dividir. Mesmo assim, seria ótimo poder dizer 'A', invés de 'As'. Nada contra a dizer 'As' as vezes. Mas acho que vocês entendem seu ponto.
CENA 2
Cecília levanta da cadeira, e vai em direção a cozinha. Passa por sua mãe, no mesmo lugar de antes, fazendo a mesma coisa. Percebe a luz do banheiro acesa e passa direto. Abre a geladeira e pega dois morangos. Faz o caminho da volta. Passando pelo banheiro. Não encontra ninguém. Apaga a luz, como sempre faz, todos os dias - quando passa pela casa, apagando todas as luzes, sob os protestos da mãe-, aproveitando para apagar a luz da sala. Claro que é inútil. Sua mãe estar a fazer sudoku na sala. Ela resmunga alguma coisa indecifrável ao ver sua filha parada perto do interruptor. Logo em seguida, dá uma risada - em consequencia a cara da filha - e diz:
- Apaga a luz e me dá um pedaço!
Cecília continua com a mesma cara. A mãe repete. Cecília continua parada olhando para a mãe, até que esta percebe seu erro.
- hahaha, acende a luz e me dá um pedaço.
Ela obedece. Mas passa direto pela mãe sem dar nenhum pedaço do seu morango.
Um pouco individualista, sim. Afinal, ela teve todo o trabalho de ir até a cozinha, percorrer váarios kilometros à pé, para dar um pedaço a qualquer outra pessoa, que não seja ela mesma? francamente.
E agora, fica um pouco apreensiva, pois seu pai acaba de chegar. Mas que bobagem, pensa cecília, eu já estudei. Um pouco. E estou cansada para mais. Depois são nove horas e quase já estou indo para a cama. Não custa nada.
CENA 3 
Cecília olha para sua cama. Atolada de roupas e material escolar. Suspira. Quando, em sua vida, consiguirá mantar o quarto cem por cento arrumado durante um longo periodo de tempo? Eis a questão. Uma coisa é certa, Cecília não tem nenhum gosto por arrumação e mesmo assim preza uma casa bem limpa, com todas as suas coisas nos seus devidos lugares.
E, logo ela vê, que reclama de boca muito cheia.
Muito em breve o sono virá. Escovará os dentes e colocara toda a tralha da cama na cadeira ou no chão. Onde bem preferir. Se acomodará debaixo dos lençóis, ainda gélidos, pegará seu livro do momento, e lerá deliciosas páginas e finalmente gritará por sua mãe, que estará vendo novela para apagar a luz. O que será que sonharia essa noite?
Cai o pano.

Porque eu simplesmente adoro passar vergonha alheia. E, minha mãe sempre levantando meu astral (y)
O meu eu de 2008 não mudou muito para o de 2012. Mas, acho que perdi um pouco do senso de humor.

5 comentários:

Paloma Viricio:: Jornalismo na Alma:: disse...

kkk Gostei do seu texto, me vi numa peça de teatro. Aii eu sou assim...ás vezes bate um tédio ou nostalgia de algo que muitas vezes não sabemos nem o que é! Beijocas!
http://palomaviricio.blogspot.com.br

July Gomes disse...

kkkk sua mãe parece ser uma figura. Ela merecia um pedaço do morango.rsrs. Acho que em certas situações a gente perde mesmo o senso de humor, mas eu ,pelo menos, na maioria do tempo, sou uma besta, rio de qualquer coisa.

Paloma Viricio:: Jornalismo na Alma:: disse...

Oie Ceci!...Passando aqui para dar um oiezinho e desejar um ótimo dia.^^
Beijocas!
http://palomaviricio.blogspot.com.br

Paloma Viricio:: Jornalismo na Alma:: disse...

Olá Flor! Estou aqui para desejar um bom final de semana pra você e sua família. Feliz dia do amigo!Beijocas!
http://palomaviricio.blogspot.com.br

@dudsparrow disse...

oi querida,
hahaha me vi nessas cenas, minha mãe tambem é assim as vezes hahaha
boa semana
;*

dudsparrow.blogspot.com