outubro 28, 2011

Caramuru - A Invenção do Brasil



Caramuru é um poema épico que conta a história da Bahia e o retrato do desenvolvimento do Brasil nos seus primeiros anos, lá por 1500, escrito por Frei José Santa Rita Durão. O heroi é Diogo Álvares Correia, náufrago português de uma embarcação francesa, entre 1509 e 1510.
Em seu primeiro contato com os indígenas da tribo Tupinambás, Diogo teria disparado sua arma de fogo e ganhado o respeito dos índios e o nome de Caramuru, filho do trovão. O chefe dos Tupinambás oferece sua filha, Paraguaçu, para Diogo. Quando eles se casaram na França, ela foi batizada, recebendo o nome de Catarina Álvares Paraguaçu.
Conhecedor dos costumes locais, Diogo viveu 50 anos com os índios, facilitando o contato entre eles e os primeiros colonizadores.
Caramuru virou série e logo depois filme em 2000. Sem dúvida, é um dos meus filmes prediletos.



Caramuru – A Invenção do Brasil de Guel Arraes (mesmo diretor de Auto da Compadecida) é um filme super leve, ótimo para dar boas risadas; histórico, sem ser maçante.
Selton Mello, Camila Pitanga, Déborah Secco, Débora Bloch e grande elenco, todos estão perfeitos nesse filme.
A cena em que Paraguaçu vê uma escada pela primeira vez é hilária – ela não sabe se é para subir ou para descer. "Mas porque o chão daqui da frente é todo dobrado?"
Eu adoro filmes assim. Inteligentes, criativos e até poéticos.
E, eu adoro o Selton Mello. Caramuru, Auto da Compadecida, Lisbela e o Prisioneiro não podiam ser com mais ninguém a não ser ele; adoro o lirismo dos personagens.
Caramuru é tudo que um filme deve ser para atrair audiência sem se tornar comercial demais – ainda bem. Intrigas, amor, triângulo amoroso, situações inusitadas, humor e grande elenco da Rede Globo, rs
Eu gosto ainda mais desse filme porque pude dizer pessoalmente para a Camila Pitanga como ela estava m-a-r-a-v-i-l-h-o-s-a, quando a encontrei no Jardim Botânico.

“Onde é que eu estou?”
“Você? Você tá com o pé em cima. Como eu posso ver?”

É muito curioso ver a representação das primeiras trocas de mercadorias por aqui: uma barraca na praia. E quando Paraguaçu e Diogo voltam da França, essa troca está ainda mais intensa e Moema, irmã da índia, só quer saber de ser amante e não esposa. Amante de português, francês, italiano...
Eu não consegui achar o filme para baixar, mas acabou que meu pai já tinha. Também achei no youtube.   
Quem aí também está louco para ver O Palhaço, novo longa do Selton Mello, escrito e dirigido por ele?

5 comentários:

Adriele Sales disse...

Ainda não assisti esse filme (e outros milhões). Estou completamente desatualizada em relação a filmes-cinema-etc, mas sobre "O Palhaço" já tinha ouvido falar. Mas nem estou ansiosa para assistir, kkk.
Encontrou com a Camila Pitanga, que legal! Ela respondeu o que sobre o elogio ao filme? rs. ~Pode responder aqui nos comentários, eu venho ver. lol~ Beijos.

Adriele Sales disse...

Entro no facebook todos os dias, mas não tenho nada para colocar. kkk
Não se sinta culpada, cada post seu é como se fosse 10 dos meus. Ficou meio difícil de entender, né? Quis dizer que seu post é muito melhor do que o meu e, nem postando 10 eu chego ao nível de um dos seus posts. Risos.

Adriele Sales disse...

A Camila deve ser reservada assim, pois tem medo daqueles fãs malucos. kkk
"Eu sou muito chata para postar alguma coisa, tenho que pesquisar, escrever, passar pro computador, aí sim vai pro blog."
Muito diferente de mim, pesquiso e na mesma hora vou escrevendo (no computador). rs
Boa ideia vou fazer uma lista de filmes e livros que preciso assistir/ler.
Eu leio rápido, quase nunca passo dois dias com o mesmo livro. Só se for chato, aí demoro uma semana. Mas ler pelo computador é ruim, pois cansa demais. E ver filmes é complicado, odeio ficar parada e se o filme não for bom, eu paro de assistir na metade. Paciência = 0. kkk
AH, já baixei "O fabuloso destino de Amélie Poulain" e vou começar assistir agora. Espero que seja tão bom quanto dizem.

Adriele Sales disse...

Terminei de assistir, achei o filme muito doido e divertido. Têm cenas muito engraçadas como por exemplo, o mistério do suposto "homem fantasma" kkk.
A trilha sonora com a música do Yann Tiersen = ♥. Resumindo, eu gostei!

Place Fame disse...

Nunca ouvi falar sobre eles! rs Uau, legal você ter encontrado a camila (: bjs